Filhos na adolescência: saiba como dialogar e se comunicar com eles

Educar e acompanhar o desenvolvimento das crianças, para muita gente, é uma tarefa tranquila e prazerosa. Entretanto, conforme a criançada cresce, as dificuldades vão surgindo. Os filhos adolescentes podem ser um desafio e tanto para os pais.

Essa é uma etapa de transição da infância para a fase adulta em que, além das transformações físicas, ocorrem mudanças de ideias e as emoções são vividas de forma intensa. Por isso, ter um relacionamento amigável com essa turma exige muito jogo de cintura e paciência.

Se você quer entender mais sobre o assunto, continue a leitura e saiba como dialogar e se comunicar com seus filhos adolescentes.

Cultive um bom relacionamento com eles

Os pais que desejam ter um convívio amistoso com os filhos devem, desde muito cedo, cultivar essa ideia.

Supervisionar, orientar e repreender são tarefas dos pais, no entanto, para conseguir que os filhos tenham a liberdade de se comunicar, os responsáveis precisam criar e manter um ambiente acolhedor. E isso deve começar desde muito cedo, pois eles precisam saber que podem contar com os pais.

Nessa fase da vida, eles querem e precisam se sentir seguros, entretanto, buscam liberdade. Ao pai e à mãe, cabe dosar de maneira adequada a forma de suprir essas necessidades. Por isso, devem ser participativos, advertindo quando preciso, porém, respeitando os desejos e vontades dos filhos.

Por outro lado, se os pais são omissos, não conseguem ganhar o respeito e admiração do adolescente, o que torna mais difícil a imposição de limites e regras, fazendo com que o relacionamento seja dificultoso para ambas as partes.

Tenha conversas agradáveis

Sempre que tiver a oportunidade, dialogue com os seus filhos, oriente-os sobre as diversas questões da vida, conte sobre fatos engraçados, criando, assim, um clima prazeroso entre vocês.

Mesmo quando surgirem situações adversas, em que você precise chamar a atenção do seu filho, procure fazer isso amigavelmente. Seja breve e procure falar com ele em uma hora tranquila, preferencialmente, quando estiverem a sós, evitando o expor e dando-lhe a oportunidade de explicar e corrigir o erro, se possível.

Seja flexível, porém, lembre-se que deve haver respeito. Os filhos precisam enxergar os pais como amigos, protetores e responsáveis, mas também devem vê-los como autoridade.

Cuidado para não cometer esses erros com os filhos na adolescência

  • não reconhecer quando o filho vai bem em algo;

  • deixar de dar carinho e atenção;

  • gritar durante as conversas;

  • somente falar e não dar a oportunidade para o adolescente se explicar;

  • expor o filho, discutindo diante de familiares e amigos;

  • impor as próprias regras sem respeitar o espaço do filho;

  • ser inflexível e manter o autoritarismo;

  • não executar o papel de responsável;

  • ser ausente e não dar importância para os acontecimentos da vida dele;

  • ser liberal demais.

Gostou do post? Agora que você pode aprender um pouco mais sobre como dialogar e se comunicar com os filhos na adolescência, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de tudo o que acontece na Dilson Stein New Models. Estamos no Facebook, Instagram e Twitter.

Deixe um comentário