Planejamento financeiro para adolescentes: você sabe se organizar?

Esqueça aquela ideia de que se organizar quanto às finanças e mexer com dinheiro é coisa chata e exclusiva de adulto! Afinal, muitos jovens começam a trabalhar cedo, especialmente no mercado da moda, e não só pagam as próprias contas como, inclusive, moram sozinhos em outra cidade e assumem diversas responsabilidades. É justamente por esses motivos que é tão importante aprender sobre planejamento financeiro para adolescentes.

“Mas por onde começar? Quais as principais recomendações? Como usar a internet para esse fim? O que devo ou não fazer?” — se você também compartilha essas dúvidas, não se preocupe! Neste post, reunimos alguns dos principais passos para começar a se planejar com o pé direito. Confira!

Fique de olho na sua movimentação financeira

O primeiro passo é ficar sempre atento à movimentação financeira da sua conta bancária. “Mas como fazer isso?”, você deve estar se perguntando. Saiba que é bem fácil: basta acessar o internet banking ou o app do seu banco. Tanto em um quanto em outro, você só precisa acessar o saldo — para acompanhar o quanto de dinheiro ainda resta — e o extrato (simplificado ou completo) — para monitorar as compras e transações financeiras, como transferências, saques, débitos automáticos etc.

Familiarizar-se com esses procedimentos é necessário para compreender quais são os seus principais gastos e, inclusive, identificar ações suspeitas que sinalizem que o seu cartão foi clonado ou que alguém não autorizado teve acesso aos seus dados.

Organize suas contas

Outro ponto importante é organizar suas contas para acompanhar regularmente quais precisam ser pagas e quais ainda faltam ser recebidas. Com isso, evitam-se atrasos que geram multas e taxas e, consequentemente, mais gastos. Uma boa forma de fazer isso é com o uso de aplicativos para celular, como o Minhas Despesas e o Organizze.

Com eles, você tem, na palma da mão, gráficos simplificados e fáceis de entender que mostram quanto falta para quitar suas despesas mensais e como andam os seus gastos diários. De quebra, ainda contam com alertas para avisar a respeito da proximidade do vencimento de boletos e faturas. Ou seja, não tem desculpa para esquecer mais nada!

Controle o uso do cartão de crédito

Uma questão essencial no planejamento financeiro para adolescentes é ter autocontrole com o uso do cartão de crédito — algo com o qual até mesmo muitos adultos têm dificuldade. Portanto, ponha já na sua cabeça que ele não representa uma renda extra para sair gastando por impulso.

Ao usá-lo, será preciso tirar do seu orçamento mensal para quitar as faturas. É por essa razão que o ideal é sempre pagar à vista e evitar se valer dele para não fazer dívidas desnecessárias e acabar até mesmo com o nome sujo em órgãos de restrição, como SPC e Serasa. Já imaginou que situação chata para quem está começando a carreira?

Comece o seu pé-de-meia

Por fim, mas não menos importante, aproveite para começar desde cedo a montar o seu pé-de-meia. E não, você não precisa guardar grandes valores de uma só vez.

Ao contrário, pode tirar 10% de um cachê ou estabelecer um valor fixo por mês para poupar levando em conta os seus trabalhos e projetos como modelo, por exemplo. A longo prazo, você terá uma boa quantia que pode usar para viajar, comprar um carro, fazer um curso de idiomas, estudar teatro etc.

Seguindo nossas dicas de planejamento financeiro para adolescentes, você verá como não é difícil organizar as finanças, independentemente da sua idade. Além disso, você sempre pode contar com canais no Youtube sobre o assunto para aprender mais a respeito, como o Me Poupe! e o EconoMirna.

E, se gostou deste post, não deixe de comentar como tem sido se organizar financeiramente, além, é claro, de nos seguir no Facebook, Instagram e YouTube para conferir outras dicas!

Deixe um comentário