SER MODELO É UMA PROFISSÃO

Você sonha em ser manequim, mas já viu inúmeras vezes as pessoas perguntarem “por que ser modelo?” ou dizerem que não existe a profissão modelo e que tudo não passa de uma fase ou oportunidade para um trabalho secundário?

Pois nós podemos afirmar que a carreira de modelo é, sim, uma profissão!

Além disso, é um dos trabalhos que mais lida com disciplina, pois, diferentemente de outras carreiras nas quais o modo correto de agir acompanha os profissionais durante o horário de expediente, os modelos devem ter essa característica presente no seu dia a dia, mesmo quando não estão realizando um job.

Para desmistificar a profissão de uma vez por todas e ajudar a escolher o melhor ramo para o seu tipo de beleza, separamos 5 áreas em que um modelo pode construir carreira. Acompanhe e descubra!

Modelo plus size

Para ser modelo plus size, é preciso estar entre os tamanhos de roupa 46 e 50, ter atributos avantajados, curvas e ser bastante confiante em relação ao seu tipo de beleza. Isso porque, em dias como os que vivemos, em que a ditadura da beleza está escancarada em mídias sociais, sentir-se confortável com o próprio corpo pode ser uma tarefa difícil.

Um ótimo incentivo para ser um modelo dessa área é que, cada vez mais, as marcas têm entendido que existe um grande público a ser atingido e, assim, as oportunidades estão crescendo.

Assim como os modelos comerciais, os de tamanho grande precisam ter pele, cabelo e dentes impecáveis e, para trabalhar com a Alta Costura, necessitam ter, no mínimo, 1,72m de altura.

Modelo de partes do corpo

Para impulsionar a venda de produtos para partes específicas do corpo, as marcas não precisam de um modelo com o rosto bonito e um torso arrasador. Elas precisam de alguém que tenha a parte do corpo que vai receber o produto com boas proporções e uma pele bem cuidada.

Assim, o modelo de partes do corpo entra em ação. Para uma empresa vender esmaltes, por exemplo, ou creme depilatório para as pernas; os modelos vão precisar ter as mãos com unhas bem cuidadas, sem nenhum rastro de ferida e as pernas muito bem hidratadas e sem manchas.

Modelo comercial

Para entrar no mundo comercial, o modelo precisa ser, necessariamente, bonito. Mas, o que isso significa? Bom, o modelo precisa ter ótimas proporções por todo o corpo, ter o cabelo bem cuidado, os dentes alinhados e a pele sedosa.

Diferentemente do modelo fashion — que falaremos no próximo tópico —, o comercial não precisa seguir padrões de medidas, sendo aceitos diversos biotipos, já que ele vai atuar em comerciais e campanhas publicitárias.

Sendo assim, é importante que quem almeja ser modelo comercial seja fotogênico, tenha desenvoltura com câmeras, uma boa dicção e capacidade de interpretação.

Modelo fashion

Talvez o segmento mais conhecido da profissão, o modelo fashion é o das passarelas, que exibe as roupas de grandes grifes nas semanas de moda pelo mundo. Aqui, os candidatos devem seguir rígidos critérios de altura, medidas e peso.

Para as meninas, a altura mínima é de 1,75m, e elas devem vestir entre 34 e 38. Para os meninos, a altura é de 1,80m, e eles devem vestir entre 40 e 48. Ambos os gêneros se dão melhor no ramo quando têm pernas longas.

Aqui, como acontece em todo o mundo fashion, surgem novas tendências de beleza para os modelos. Dentes separados foi moda há alguns anos e, hoje, a sobrancelha grossa voltou com tudo. Nas próximas temporadas, tudo isso pode mudar e dar oportunidades a outros modelos com outros tipos de beleza.

Modelo de beleza

Os modelos de beleza são chamados, em sua maioria, para trabalhos fotográficos com roupas íntimas, de banho e, também, para jobs de nu artístico. Para ser um modelo de beleza, o candidato precisa ser bonito — como dissemos sobre os modelos comerciais —, sexy, e muito, mas muito confiante, ao precisar ficar despido para realizar algum trabalho.

Geralmente, esse tipo de modelo não sofre com restrições em relação à altura, mas é preciso ter bastante cuidado durante os castings, já que existem pessoas desonestas em todo ramo e, ao estar despido, você se encontrará em uma posição mais vulnerável. Assim, é recomendável que, especialmente esse tipo de modelo, trabalhe por meio de uma agência.

Ser modelo é ter disciplina para manter as medidas, para sair e não abusar da comida e bebida. É ter coragem e persistência para vencer os desafios, ficar longe da família, ter disposição para desfiles, fotos e jobs que, muitas vezes, são longos e cansativos. E, principalmente, é se expor de maneira positiva, afinal, você é um modelo para todos que se espelham no seu trabalho.

Ser modelo não é brincadeira, nem deve ser um hobby. É uma profissão, e, assim como qualquer outra, também é preciso investir no início da carreira. Não considerar o trabalho de modelo sério ou, até mesmo, não considerá-lo uma profissão é um grande erro.

A maioria das pessoas que pensa assim, não compreende o tamanho da responsabilidade e a importância atribuída a esses profissionais, muito menos tem consciência da fortuna que se pode acumular durante a carreira.

Agora que você sabe um pouco mais sobre a profissão modelo e pode responder prontamente e com conhecimento da área a quem pergunta “por que ser modelo?”, leia também o nosso post que explica como é o dia a dia da profissão e entenda ainda mais do assunto!

2 comentários

    • Dilson Stein 11 dezembro, 2017 at 08:56 Responder

      Olá Leonardo, obrigado pela mensagem!
      Gostaria de passar por uma avaliação? Vou te enviar um link logo abaixo dessa mensagem e você só precisará preencher o que for solicitado e encaminhar algumas fotos como as de exemplo no link.
      http://dilsonstein.com.br/fotos/

      Fico no aguardo e uma ótima semana para você.

Deixe um comentário