SPFWTRANSN42

O QUE APRENDEMOS COM ESTA EDIÇÃO DA SEMANA DE MODA DE SÃO PAULO

Como já havíamos comentado aqui, a edição 42 do SPFW trás o sufixo “TRANS” em suas comunicações, com o objetivo de trabalhar as transformações que o mundo, de maneira geral, está vivendo. Não é somente a moda que está se adaptando às mais diversas mudanças, mas a cada dia, os seres humanos, as empresas, organizações, movimentos e a política, principalmente no Brasil, também estão sentindo estas transformações. E é desejo de mudança que a semana de moda quis passar e despertar em todos que participaram ou acompanharam de longe o SPFW.

A prova disso é que a maior parte dos modelos apresentou uma mudança em seu visual, certamente, esta edição foi a que mais teve mulheres desfilando com cabelos super curtos e estilosos, além de trazer várias modelos com os cabelos raspados e que, mesmo assim, em momento algum perderam a feminilidade. Da mesma forma, homens com cabelos compridos e platinados, tingidos com o tom das suas roupas, desfilaram estilo e a moda focada em transformação, mostrando que a mudança, deve também começar em nós mesmos.

Esta edição do SPFW veio para nos provar que o preconceito não tem mais chance na nossa sociedade e, a aceitação do estilo e da liberdade de expressão de cada um, faz com que estejamos abertos as mais diversas transformações que ainda estão por vir.

Confira aqui, algumas fotos do antes e depois de alguns modelos e veja como a mudança pode ser transformadora.

sem-titulo-1

Deixe um comentário