Tem o sonho de ser modelo internacional? Então veja 4 dicas incríveis!

Cá entre nós: quando se fala em entrar para o mundo da moda é difícil não idealizar uma carreira de modelo internacional, não é verdade? Afinal, além de ser uma profissão bastante valorizada no exterior, com ótimas oportunidades de trabalho e, ainda, permitir que você passe temporadas em diversos países, não faltam nomes brasileiros (como o da Gisele Bündchen e o da Alessandra Ambrósio) entre aquelas modelos mais conceituadas, reconhecidas e bem pagas do planeta.

Porém, essa é não uma trajetória simples que se realiza da noite para o dia. Muito pelo contrário, ela requer dedicação, treinamento, aperfeiçoamento pessoal e ter o suporte de profissionais sérios e respeitados da área. Por essa razão, nós preparamos um post com 4 dicas que vão ajudar você a realizar a esse sonho. Acompanhe!

1. Invista em cursos e treinamentos

Para começar, faça cursos e treinamentos que ajudem você em dois aspectos importantes. O primeiro é se inteirar do que, de fato, é cobrado na rotina de trabalho dos modelos e das diferenças entre os segmentos fashion e comercial.

O segundo, por sua vez, é dominar as técnicas que vão lhe profissionalizar. Como exemplo podemos citar as de desfile em passarela, de postura diante das câmeras, de oratória e de expressão facial.

2. Conte com o auxílio de uma agência de modelos

Ter uma agência de modelos para ajudá-lo a realizar os cursos e treinamentos que falamos há pouco, tirar as suas dúvidas, auxiliá-lo a construir um bom portfólio e, quando possível, inseri-lo em castings, sem dúvidas, fará toda a diferença na sua trajetória e no seu ganho de experiência.

Por isso, escolha uma que seja reconhecida nacional e internacionalmente, tenha uma equipe de profissionais renomados e um histórico com revelações de grandes nomes do mercado da moda.

3. Aprenda outros idiomas

Outra dica importante para quem deseja ser modelo internacional é aprender outros idiomas. O motivo é simples: se você não domina uma segunda língua, certamente, vai enfrentar dificuldades para se comunicar e viver em outra nação. Para conseguir projetos e trabalhos importantes então, nem se fala!

Portanto, comece a estudar inglês — que é o idioma universal — e já coloque na fila uma terceira língua, como o francês ou o italiano. Afinal, muitos modelos trabalham na Europa, especialmente na França e na Itália — que são os berços dos principais eventos, grifes e revistas de moda.

4. Atualize-se quanto ao que ocorre no mundo

Por fim, nada de abrir mão dos estudos ou não se preocupar sobre o que acontece no mundo, ok? Tenha em mente que ser modelo não significa saber só sobre moda. Pelo contrário, é indispensável conhecer de tudo um pouco. Até porque, ao longo da sua carreira no exterior, você vai se deparar com a chance de se tornar o rosto de diversas marcas.

No entanto, será necessário ter afinidade com elas e entender o que significa o produto/serviço que cada uma oferece e o impacto social que isso tem. Portanto, leia, pesquise e se informe sempre sobre cultura, gastronomia, política, cinema, música etc.

Como você viu, ser modelo internacional requer não só planejamento para morar em outro país, mas, acima de tudo, muita preparação e muito treinamento para se destacar lá fora. Por isso, mantenha o foco, seja paciente e comece a seguir as nossas dicas para dar o pontapé inicial na sua carreira!

Aproveite e assine agora mesmo a nossa newsletter para conferir mais sugestões e assuntos exclusivos sobre a rotina dos modelos profissionais!

7 principais dúvidas sobre a Dilson Stein New ModelsPowered by Rock Convert

 

Deixe um comentário