Amir Slama e a diversidade no SPFW n47

Para se manter viva no mercado, não basta criar coleções pautadas por cores diferentes, investir em recortes inusitados ou utilizar as mais variadas texturas nos looks: a moda precisa se reinventar sempre! Isso quer dizer que é necessário acompanhar as transformações da sociedade e ficar de braços abertos para as novidades. E felizmente, conseguimos notar essa percepção no SPFW n47, com o desfile de Amir Slama.

Já conhecido no setor por desenvolver peças super ousadas, o estilista brasileiro resolveu quebrar os padrões e investir na diversidade na última edição do evento — escolhendo modelos nada óbvios, como influenciadores digitais, Jojo Todynho e, até mesmo, o famoso Gominho.

Nem precisamos dizer: o desfile foi um verdadeiro sucesso e fez com que muitas pessoas começassem a refletir mais sobre a causa. E aí, quer saber mais sobre o que rolou no São Paulo Fashion Week, bem como a importância da diversidade para a moda? Confira o post de hoje e se atualize!

Tudo sobre a São Paulo Fashion Week

Se você é uma pessoa que gosta de acompanhar as tendências de moda, é provável que já tenha se perguntado sobre a importância da São Paulo Fashion Week para o setor. Correto? Então, vamos acabar com a sua dúvida! Desde 1995, a SPFW, maior semana da moda do País, acontece a cada seis meses e costuma reunir vários segmentos do mercado — da indústria até o varejo.

Durante o período, as grandes marcas aproveitam para desfilar as suas coleções, lançar tendências para a próxima temporada e, consequentemente, ganhar mais visibilidade entre os investidores e consumidores. Bacana, né?

Ou seja, se um estilista pretende que as suas ideias e criações sejam vistas, ele deve investir todas as suas fichas nesse período. E parece que Amir Slama sabe muito bem disso, já que aproveitou o momento para quebrar padrões e mostrar “pessoas reais” andando pela passarela. No próximo tópico, falaremos mais sobre isso!

O desfile de Amir Slama para o SPFW n47

Em passos lentos, a moda vem mostrando sua conscientização sobre a diversidade. Tudo começou com a chegada das cotas, quando os modelos negros tiveram um espaço garantido nos desfiles brasileiros.

Logo em seguida, esse caminho foi se expandindo, até começarem a surgir profissionais de todos os tipos: plus size, mulheres maduras, deficientes físicos, pessoas sem gênero e por aí em diante. Um bom exemplo disso foi o desfile de Amir Slama, que deu o que falar no SPFW n47.

Com o objetivo de quebrar padrões e mostrar que a moda é para todos, o criador, que estava comemorando 30 anos de carreira, convidou para o seu desfile de beachwear alguns modelos reais, como influenciadores digitais e celebridades de todos os biotipos.

Cheia de personalidade e inspirada na cultura brasileira, a coleção surgiu repleta de maiôs, biquínis, saias e vestidos com muitas estampas, texturas e tecidos levinhos.

E o mais legal? Foi possível notar que qualquer pessoa, independentemente do tipo físico, pode usá-las. O único pré-requisito é se identificar com o estilo da marca e se sentir bem ao usar as roupas.

A importância da diversidade no universo fashion

A boa notícia é que Amir Slama não é o único estilista no mundo preocupado com a diversidade. Além dele, outras marcas estão se empenhando em trabalhar com os mais variados estilos de profissionais, além de desenvolver peças que podem suprir todas as necessidades de seus consumidores — sem necessidade de seguir um determinado padrão.

A ideia é fazer roupas acessíveis, confortáveis e, principalmente, capazes de promover o bem-estar e mostrar que todos os indivíduos possuem um lugar na moda. Tudo isso, é claro, sem deixar o estilo e as tendências de lado.

E não é apenas o público que sai ganhando com essa mudança. Ao investir nesse posicionamento, as marcas conseguem transmitir mais atitude e consciência, mostrando ao consumidor que ele é respeitado e valorizado, independentemente de seu peso, gênero ou etnia. Em outras palavras, todo mundo é beneficiado!

Diz aí, curtiu saber mais sobre a diversidade na SPFW n47? Para ficar ainda mais por dentro, aproveite e confira quais são os 5 mitos e verdades sobre ser modelo plus size.

 

Deixe um comentário