Dicas para escolher uma agência de modelo infantil

Você já passou por uma abordagem no shopping ou na rua em que alguém se dizia ser olheiro e ofereceu uma oportunidade na carreira de modelo para o seu filho? Essa situação é muito comum e costuma conquistar a atenção das pessoas.

A verdade é que encontrar uma agência de modelo infantil exige alguns cuidados básicos para a segurança do seu filho e para evitar que você caia em falsas promessas de sucesso e ofertas de trabalho que jamais acontecerão.

Neste post listamos importantes orientações de como escolher uma agência que realmente auxilie a encontrar bons trabalhos na área e ajudar o seu filho a iniciar na carreira de modelo. Confira!

1. Informe-se sobre a qualificação da equipe

Em primeiro lugar, é importante obter informações básicas sobre a agência de modelo infantil e sobre a equipe que trabalha nela.

A agência é conhecida no mercado da moda? Já descobriu algum talento que atualmente é um modelo famoso? Você tem referências de pessoas que trabalham nela ou conhece alguma criança que já fez algum trabalho para essa agência?

É importante também confirmar se a pessoa que se identifica como funcionária de uma agência de modelos realmente trabalha naquele local. Nesse meio, é comum as pessoas se identificarem como representantes de certas empresas e essa informação ser falsa. Entre em contato com a agência pelo número de telefone que consta no site oficial para evitar esse tipo de fraude.

Além desses detalhes, verifique as informações constantes sobre a agência nos canais oficiais da empresa, como site, Facebook e outras redes sociais. Uma pesquisa rápida no Google também pode ajudar a reunir informações importantes sobre o trabalho da agência.

2. Observe como a agência realiza a abordagem

Tome um cuidado especial com as abordagens que são realizadas na rua ou em quiosques em locais públicos — especialmente se essas abordagens tentarem uma venda forçada de produção de books.

Embora a produção de book seja algo importante na carreira, esse não deve ser o primeiro passo na busca de trabalho para as crianças nem ser um requisito fundamental para os testes iniciais.

3. Tome cuidado com as falsas promessas

Expectativas de altos cachês, capas de revistas e presença na TV? Tenha atenção com esse tipo de promessa, principalmente se o seu filho nunca realizou esse tipo de trabalho.

Na maioria dos casos, os trabalhos com altas remunerações aparecem para quem já tem experiência e depois de um certo tempo. Em muitos casos, a criança precisa já ter feito alguns cursos, aprendido a desfilar na passarela e ter qualificações que o iniciante ainda não tem.

4. Identifique se a agência de modelo infantil é transparente

Se a agência não for clara com os detalhes do trabalho oferecido, o melhor é desistir e buscar uma empresa que seja transparente e informe exatamente como o trabalho será realizado. Afinal de contas, a segurança do seu filho está em jogo e você não deve arriscar.

5. Observe como acontece a preparação dos modelos

Mesmo que uma criança tenha talento para realizar trabalhos artísticos, é essencial que exista uma preparação adequada, com cursos e orientações que simulem as situações comuns do ambiente de trabalho.

Por isso, é muito importante observar se a agência orienta a criança da melhor forma possível, se promove eventos para aumentar as chances dos seus agenciados serem vistos e reconhecidos pelo mercado e se oferecem cursos que capacitam o seu filho profissionalmente.

Lembrando que alguns desses cursos podem exigir investimento financeiro e isso não é uma prática abusiva, desde que a agência seja transparente desde o começo e revele todos os valores com que os pais vão ter que arcar, dando opções e tempo para refletir.

6. Observe se a agência investe em divulgação

Para que serve o dinheiro que você investe no seu filho ao escolher uma agência para gerenciar a carreira da criança? Esse investimento deve ser usado justamente na promoção dos pequenos, para que eles possam ser vistos no mercado.

Para isso, a agência precisa investir na sua própria imagem, ter credibilidade, participar de eventos importantes, ter uma boa presença na internet, investir em sites profissionais e construir uma boa imagem pessoal.

Só assim é possível se destacar no mercado, cumprir com o compromisso de lançar os agenciados em marcas importantes e fazer com que eles possam ser vistos pelo mundo.

7. Verifique se a agência trabalha com perfis variados

Hoje em dia as oportunidades no mundo da moda estão muito diversificadas, o que significa que existem mais chances para pessoas de diferentes perfis. Não existe mais a necessidade de ficar preso a um padrão.

Por esse motivo, é importante observar se a agência tem um perfil variado de modelos e se todos eles conseguem ser vistos pelo mercado, recebendo propostas e oportunidades em diversos segmentos.

Se a agência tem esse perfil, já é um ponto positivo — que prova que existe a preocupação em sair do senso comum e buscar visibilidade e novas oportunidades em nichos variados, colocando todos os perfis de modelos no mercado e até mesmo criando chances para aqueles que estão iniciando suas carreiras.

Gostou das nossas dicas para escolher uma agência de modelo infantil confiável? Lembre-se que é essencial levar esses pontos em consideração antes de escolher quem vai ficar responsável pela carreira do seu filho.

Existem muitas agências falsas, que arrecadam dinheiro e não oferecem nada em troca além de decepções com a profissão. Por isso, pesquise, analise e escolha a melhor opção para seu pequeno. Neste e-book você encontra um guia completo para colocar o seu filho no mundo da moda. Confira!

7 comentários

  1. Camila Duarte 24 fevereiro, 2019 at 14:28 Responder

    Olá, são dicas importantes. Eu desisti cedo da carreira, mas gostaria de tentar com minha filha. Ela tem apenas três meses, a partir de que idade posso encaminhar fotos dela no seu site ?

Deixe um comentário